15.11.04

Char Bagh


A designação "Char Bagh" remete para o modelo clássico de jardim que está presente, de forma mais ou menos ortodoxa, nos vários jardins mogóis que visitámos. A estrutura básica é um jardim dividido em quatro quadrados, separados por dois eixos ortogonais materializados por canais de água, representando assim os quatro rios do paraíso celeste muçulmano. Muitas vezes o ponto nobre do jardim (por exemplo, o mausoléu) está no centro da estrutura, onde se pensa a comunicação entre a terra e o céu.
Num certo sentido, nesta cultura o pensamento acerca da estruturação da urbe começa a exercitar-se como pensamento acerca do jardim.
Em alguns casos a estrutura elementar (quatro quadrados) aprofunda-se em complexidade, divindindo cada um dos quadrados em estruturas subsequentes de quatro quadrados contidos, uma vez mais ordenados por canais de água. O jardim do Taj Mahal (na figura) ilustra esta composição mais complexa.
Contudo, no Taj Mahal o monumento tumular não se encontra no centro do jardim, mas num dos lados, confinando com o rio, que assim parece ter sido integrado na estrutura conceptual do conjunto edificado.
(Obrigado Vitor, se é que percebi bem...)